Governo volta atrás em portaria que transferiu R$ 83,9 milhões do Bolsa Família para a Secom

O governo federal revogou nesta terça-feira (9) a portaria que transferia quase R$ 84 milhões do Bolsa Família para a Secretaria de Comunicação da Presidência. A norma foi assinada pelo Secretário Especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, o mesmo que na última quinta assinou a portaria “inversa”, que transferiu a quantia do programa assistencial para a Secom.

A verba era originalmente destinada ao Bolsa Família no Nordeste. Segundo o governo, a transferência de dinheiro tinha sido motivada por uma baixa execução orçamentária do programa. Isso aconteceu em razão dos beneficiários optarem por receber o Bolsa Família ou o auxílio emergencial de R$ 600, criado para ajudar trabalhadores informais afetados pela crise do novo coronavírus.

O governo explicou que houve alta na procura pelo auxílio de R$ 600, e deixou parte do dinheiro do Bolsa Família “ocioso”.

O governo informou ainda que para atender o teto de gastos é preciso compensar o aumento de uma despesa com a redução de outra.

Você pode gostar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *