Prefeito de Ouro Velho proíbe que políticos furem fila de vacina contra o COVID

O jovem prefeito da cidade de Ouro Velho, Augusto Santa Cruz Valadares (DEM), determinou nesta segunda-feira (25), através de decreto, que a Secretaria Municipal de Saúde proíba a aplicação de vacina para políticos contra a Covid -19. O município está localizado no Cariri da Paraíba.

O gestor pede que o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a COVID-19 seja cumprido integralmente, em consonância com o Plano Municipal de Vacinação.

“Fica terminantemente proibido à vacinação do Prefeito, Vice-Prefeito, Secretários Municipais, Vereadores e demais agentes políticos, antes que sejam, em sua totalidade, vacinados todos os setores de prioridades emergenciais, tais como: profissionais da saúde, idosos, pacientes com morbidades e outros congêneres”, diz o texto.

O decreto ainda estabelece a obrigatoriedade da publicidade, em todos os meios necessários, das listas das pessoas que forem vacinadas, com nome e cargo exercido, visando assim oferecer a todos uma maior transparência do Plano de Vacinação nesta cidade.

Em caso de descumprimento, os servidores municipais serão imediatamente exonerados e/ou terão contratos rescindidos, sendo servidor efetivo, será aberto, processo administrativo disciplinar para apuração dos atos praticados.

Você pode gostar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *