Governo quer ampliar base de sustentação na ALPB, diz secretário

Acomodação é uma palavra que não cabe no dicionário do governador Ricardo Coutinho (PSB). Mesmo possuindo uma maioria folgada na Assembleia Legislativa da Paraíba, o chefe do executivo continua trabalhando para ampliar a base que dá sustentação ao Governo no legislativo estadual. Segundo o secretário executivo de Comunicação do Governo do Estado, Célio Alves, o diálogo com os deputados da oposição para engrossarem as fileiras da bancada governista são constantes e permanentes.

“O Governo dialoga permanentemente com aqueles deputados que queiram se integrar a base do governo e reforçar, portanto esse apoio politico ao projeto transformador que está sendo implantado no Estado desde 2011. O deputado Hervázio, que é o líder da bancada, bem como outros parlamentares, estão no dia a dia mantendo as conversações com aqueles que queiram somar e engrossar as fileiras governistas na Assembleia”, disse.

A última conquista da situação foi à adesão do deputado estadual Trócolli Júnior, do PMDB. Conforme Célio, o peemdebista apenas achou por bem seguir a orientação da legenda, que já apoia o Governo Ricardo Coutinho desde o 2º turno das eleições passadas.

“O deputado Trócolli, por exemplo, decidiu se alinhar ao PMDB, que já havia decidido formalmente, inclusive com a chancela publica do vice presidente Michel Temmer, apoiar Ricardo Coutinho, se integrando ao posicionamento de Gervásio, Nabor, Maranhão, Veneziano e outras tantas figuras do partido”, destacou. Célio disse que o Governo, por ter maioria folgada, não se acomoda e vai continuar em um processo permanente com os deputados de oposição para uma correlação de forças politicas.

“Nós temos uma bancada hoje, pelas próprias votações, esta na casa dos 20 deputados, variando conforme a matéria, mas o governo tem triunfado bem, sem arrogância sem prepotência, sem querer massacrar a oposição, mas fazendo prevalecer a sua maioria, que tem se revelado uma maioria sólida”, comemorou.

Você pode gostar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *