Júnior Quirino e Zé de Valdemar têm candidaturas homologadas no Congo

O prefeito e pré-candidato a reeleição Júnior Quirino e Zé de Valdemar tiveram suas candidaturas homologadas em grande convenção realizada no Ginásio de Esportes O Povão. O ato de largada da pré-campanha de Júnior e Zé teve como lema o “trabalho”, tema citado repetidamente por todas as lideranças que falaram no evento.

O ginásio, que é o maior do município do Congo, ficou pequeno para o público presente. A convenção foi ainda prestigiada por três ex-prefeitos e várias outras lideranças que confirmaram seu apoio a chapa Júnior e Zé. É o caso dos ex-prefeitos Zequinha, Braz Fernandes, Juvanci e Valdemar Bezerra, o ex-candidato a prefeito Marcos Cariolando, o vereador Timóteo, o advogado Dr Roberto Jordão, o médico Dr. Marcelo Jackson e outros.

A convenção homologou ainda as candidaturas de 14 postulantes à Câmara de Vereadores, através dos partidos PDT e PSD.

Júnior Quirino e Zé de Valdemar foram recebidos com festa e muito entusiasmo pela militância. Em seu discurso, o prefeito Júnior Quirino disse que será difícil para ser concorrente ficar frente a frente com ele e comparar gestões. “Nós temos números para debater com nosso adversário a hora que ele quiser. Trabalhamos muito e o povo do Congo é inteligente o suficiente para não se deixar levar por interesses particulares. O Congo e seu povo é maior que um fragmento de núcleo familiar e o povo dará a resposta no momento certo”, pontuou.

Candidato a vice-prefeito, Zé de Valdemar destacou que estava feliz pela indicação de todo o grupo para compor a chapa com Júnior, especialmente porque estava do lado certo desta eleição. Zé de Valdemar ainda destacou que a gestão do prefeito Júnior melhorou e muito após aliados do ex-prefeito deixarem a administração, o que demonstra que a cidade pode retroceder.

Bastante aplaudido, o ex-prefeito Zequinha fez duras críticas ao candidato adversário e disse que mesmo em sua área, a saúde, Júnior Quirino fez muito mais do que ele. “Quem faz saúde dentro de casa não está fazendo o melhor para seu povo. Está humilhando-o e alguns não percebem isso. Fazer saúde de qualidade é oferecer assistência hospitalar, médica, medicamentos e exames e isso Júnior faz como ninguém. Escolhi ficar do lado certo da história, porque o Congo não pode retroceder escolhendo a chapa do atraso”, arrematou Zequinha.

Você pode gostar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *