Curso de Corte e Costura é ofertado para 200 mulheres em Sumé

A Prefeitura Municipal de Sumé, por meio da Secretaria de Ação Social, deram início esta semana aos cursos do Projeto “Mulher Artífice, Mulher que Faz”, que irá beneficiar 200 mulheres que se enquadram nas situações de vulnerabilidade socioeconômica e que esteja inscritas no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CAdÚnico).

O curso está dividido em cinco turmas, tem duração prevista para oito meses e nele as mulheres receberão aulas de corte e costura, modelagem, linha de produção e formação social. A aula inaugural aconteceu na terça-feira (26) e foi feita pela secretária de Ação Social, Brígida Xavier.

De acordo com Brígida, é com grande expectativa que o governo municipal inicia o projeto. “Estamos trabalhando nele há algum tempo e oferecer essa oportunidade para essas mulheres é muito gratificante. Isso é um primeiro passo. Nosso objetivo é incentivar em Sumé a produção textil local tornado próspero o ramo da confecção em nossa cidade e colocando em funcionamento o galpão das costureiras”, disse Brígida.

Ela também enfatizou que o objetivo maior do Mulher Artífice é dar oportunidade de independência financeira para as mulheres, qualificando a mão de obra para buscarem autonomia e mudar o quadro de vulnerabilidade financeira, social e violência doméstica, situando-as nos sistemas produtivos, através de programas de empreendedorismo e associativismo.

O Projeto Mulher Artífice, Mulher que Faz é uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Sumé, Secretaria Municipal de Ação Social, Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres do Governo Federal e Disque Denúncia 180.

Você pode gostar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *