O

governador João Azevêdo lançou, nesta segunda-feira (12), por meio de transmissão ao vivo nas redes sociais do Governo da Paraíba, o Integra Educação PB. O programa de regime de colaboração em educação do Estado da Paraíba tem como objetivo alcançar todos os municípios do estado e alfabetizar 100% das crianças na idade certa, assim como corrigir o déficit de aprendizagem e a distorção idade-ano dos estudantes das redes estadual e municipais de ensino, beneficiando aproximadamente 12 mil professores e 200 mil estudantes paraibanos, garantindo, cada vez mais, a melhoria dos indicadores da educação básica.

Na ocasião, foram assinados a Lei que cria o Integra PB e o termo de parceria entre o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação, Ciência e Tecnologia, e a Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) para a implantação do regime de colaboração em Educação entre o governo e os municípios.

O Integra Educação PB tem como metas até o ano de 2022 ter 100% dos estudantes do 2º ano alfabetizados e assegurar a alfabetização completa até o 5º ano, a partir do estabelecimento da cultura de monitoramento de resultados, aplicação de avaliações diagnósticas e formação continuada para equipes escolares.

A iniciativa do Governo do Estado também tem como objetivo ter todas as equipes gestoras de Educação com domínio conceitual e operacional dos instrumentos de gestão e sua efetiva aplicação, com o desenvolvimento de uma cultura de melhoria contínua dos resultados e elaboração e acompanhamento de desempenho por meio de processo de avaliação. Além disso, será buscado ter no máximo 1% de taxa de abandono escolar e 100% dos estudantes na escola na idade certa, estimulando uma maior participação da família no processo educativo, a inserção de tecnologia digital, práticas de ensino inovadoras e gestão democrática com foco em resultados.

Na oportunidade, João Azevêdo ressaltou a iniciativa da gestão para auxiliar os municípios com o compartilhamento de ações exitosas da Educação estadual. “Nós temos que pensar o sistema de Educação de forma integrada, que vai desde o ensino infantil até o superior, para que possamos oferecer aos nossos alunos a possibilidade de enfrentar um mercado de trabalho competitivo, mas com as melhores condições possíveis. O nosso objetivo é fortalecer a educação básica para que todos os níveis de governo estejam em um único patamar, melhorando a qualidade de ensino, as condições de trabalho e capacitação dos profissionais e eu tenho certeza de que os resultados serão rápidos, com a integração de todos os municípios nessa ação tão ousada”, frisou.

Dentre as estratégias de ações para atingir os resultados serão adotadas avaliações em larga escala para os municípios paraibanos, sequências didáticas com foco na alfabetização, sistema online de gestão de dados escolares (caderneta online), consultoria para implantação de escolas em tempo integral, formação continuada em gestão pedagógica, gestão escolar e protagonismo infanto-juvenil para todos os professores dos municípios parceiros e criação do painel de alfabetização da Paraíba, consolidando estudante a estudante as habilidades aprendidas ao longo do bimestre para apoiar o planejamento do professor.

O secretário de Estado da Educação, Ciência e Tecnologia, Cláudio Furtado, afirmou que as ações serão iniciadas imediatamente e destacou a  importância do programa para a correção do déficit de aprendizagem. “Nós sabemos os problemas que os municípios têm, temos a compreensão de como os estudantes chegam ao ensino médio e essas ações conjuntas, feitas na ponta, permitirão que nossas crianças sejam alfabetizadas entre 6 e 7 anos, refletindo na diminuição do abandono escolar, na redução das reprovações e na melhoria dos indicadores dos municípios e do estado. Todo esse trabalho será feito com tecnologia, monitoramento e formação de pessoal”, falou.

O regime de colaboração entre estados e municípios também viabilizará reuniões bimestrais do Comitê Executivo, criação de plano de ação pelas Secretarias Municipais de Educação com base no planejamento da Secretaria de Estado da Educação, Ciência e Tecnologia, avaliação de resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e elaboração e divulgação das metas municipais.

O presidente da Famup, George Coelho, participou do lançamento do Integra Educação PB e elogiou a parceria entre estado e municípios. “Eu parabenizo o governador por esse projeto para que a gente leve a todos os municípios ações tão importantes para a educação, melhorando o aprendizado e fazendo com que cidades pequenas tenham acesso a ele e reduzam a desigualdade nesse segmento. Unidos, seremos ousados e faremos com que essa iniciativa funcione de forma correta”, disse.

Durante o anúncio do novo programa, o chefe do Executivo estadual fez um balanço das ações desenvolvidas pelo Governo da Paraíba para garantir a melhoria estrutural na rede de ensino estadual. Ele destacou que a atual gestão já concluiu a construção, reforma ou ampliação de 40 escolas e já construiu ou reformou 20 ginásios. Além disso, estão em andamento a construção de 48 ginásios, 10 reformas de escolas, 7 ampliações ou reformas de unidades escolares e construção de 7 laboratórios. Para este ano, ainda estão programadas a construção de 25 novas escolas e 28 ginásios, a ampliação ou reforma de 36 escolas e a implantação de 9 laboratórios.

Ele também evidenciou o sucesso do Desafio Nota 1000, ação que tem o objetivo de mobilizar os estudantes da rede estadual de ensino e mantê-los com uma rotina de estudos, e que alcançou a participação diária de 1.400 alunos, com a resolução de questões nos moldes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), lançadas pelos professores por meio de transmissões ao vivo no perfil das Escolas Cidadãs Integrais (@ecipb) no Instagram.

João Azevêdo ainda ressaltou o desempenho dos estudantes na Redação do Enem. Mesmo diante das dificuldades que surgiram em decorrência da pandemia da Covid-19 e que provocaram a suspensão das aulas presenciais, 404 alunos obtiveram notas acima de 900 e 25 estudantes receberam a nota 980 na Redação.

O governador destacou que a Paraíba passará a ser a primeira colocada no país na oferta do ensino integral. Em 2021, o estado terá 302 escolas nesse modelo, sendo 127 delas com a implantação da educação profissional. Na apresentação, ainda foram destacados os avanços dos programas Gira Mundo Estudante e Professor e do programa Primeira Chance que contemplou 700 alunos, com o incentivo a estágio, aprendizagem e primeira experiência profissional, representando um investimento superior a R$ 1,8 milhão em 2020.

Por fim, ele comentou as ações do governo para prestar assistência social aos 250 mil estudantes da rede estadual com a distribuição de 800 mil cestas básicas durante a pandemia do coronavírus.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prorrogou até as 11h desta terça-feira (13) o alerta de perigo potencial de chuvas intensas para todo o estado da Paraíba. Segundo a previsão, as chuvas devem ser acompanhadas de ventos com intensidade entre 40 e 60 km/h.

Ainda conforme o Inmet, podem ocorrer corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas. Por essa razão, o instituto orienta que a população de áreas afetadas não se abrigue debaixo de árvores, nem estacione veículos próximos a placas de propaganda ou torres de transmissão. Também não é recomendado o uso de aparelhos ligados à tomada.

Em caso de emergências, devem ser acionadas a Defesa Civil (telefone 199) ou o Corpo de Bombeiros (telefone 193).

O prefeito da Prata, Genivaldo Tembório, divulgou nesta segunda-feira (12) um balanço dos 100 dias de gestão à frente do município.

De acordo com o prefeito, foram 100 dias de muito trabalho à frente da Prefeitura.

“Fizemos um balanço de nossa gestão nesses 100 dias, executamos projetos e ações que foram benéficas para nossa população,” afirmou o prefeito.

Confira algumas ações:

Saúde:

– Mais de 1.500 atendimentos médicos (cirurgião geral, médico ortopedista, atendimentos PSF e Covid);

– Atendimentos médicos de domingo a domingo;

– 3° lugar no estado em eficiência de vacinação;

– Mais de 600 cidadãos vacinados.

Agricultura:

– Iniciação do Projeto Passiflora Prata com 10 produtores beneficiados;

– Preparação para construção de 55 cisternas de 1600L;

– Água distribuída em toda Zona Rural em caminhões pipa de 12000L;

– Mais de 500 hectares de terra arada;

– 1.500 raquetes de palmas distribuídos em parceria com o PROCASE;

– Instalação do tanque de leite de vaca da empresa Lebom.

Assistência Social:

– Mais de 20.000L de leite distribuídos para 351 famílias;

– 28 famílias em vulnerabilidade acompanhadas mensalmente;

– Colônia de Férias para 40 crianças do SCFV;

– Gibi da 3° idade + Vídeo para informar os idosos sobre seus direitos.

Educação:

– Implementação do programa Educação Empreendedora, desenvolvimento da cultura incentivadora do empreendedorismo desde a educação infantil, preparando nossos jovens para o mercado de trabalho;

– Atualização dos cadastrados no Bolsa Universitária com 80 estudantes;

– Reforma na rede elétrica e compra de equipamentos para a Creche Tia Mocinha.

Cultura:

– Planejamento Estratégico para infraestrutura de pontos turísticos;

– Integração, Planejamento e Desdobramento da segunda parte do Rota Cariri Cultural;

– Estruturação de ações para eventos anuais;

– Busca de parcerias estratégicas;

– Parceria com o Banco Sicoob para palestras e capacitações voltadas ao público dos programas assistenciais do município. ‘Inteligência Financeira para mulheres’ foi a primeira palestra, realizada em março, na semana da mulher.

A Prefeitura de Zabelê, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, convoca todos os usuários do Programa Bolsa família das regiões das ruas Antônio João da Silva, Antônio Alves de Andrade (rua do campo, creche), Manoel Francisco Alves, José Mizael de Medeiros, João Mizael de Medeiros; para comparecer a sede do CRAS do município nos dias 12 a 16 de março, no horário das 8 às 11h30 e das 14 às 16.30, para atualização cadastral.⠀

O atendimento se dará por meio de distribuição de 30 senhas por dia. É necessário a apresentação dos seguintes documentos: Certidão de Nascimento, Certidão de Casamento, RG, CPF, Carteira de Trabalho, Título de Eleitor e comprovante de residência. Uso obrigatório de máscara e distanciamento social.

O prefeito de Ouro Velho, Dr. Augusto Valadares, divulgou um balanço dos 100 dias de gestão à frente da Prefeitura do município.

“Divulgamos 14 ações que realizamos nesses 100 dias de gestão à frente da Prefeitura de Ouro Velho, na área da saúde. Medidas que beneficiaram diretamente à vida dos ourovelhenses,” afirmou Augusto.

Confira as ações divulgadas:

 

O vereador de Sumé, Lázaro Santos, foi encaminhado para o Hospital das Clínicas de Campina Grande com Covid-19. O parlamentar foi entubado no início da noite deste sábado (10), para auxiliar sua respiração.

Lázaro é filiado ao partido Solidariedade e obteve 382 votos, nas eleições de 2020.

Nas redes sociais, amigos pedem orações em prol do restabelecimento da saúde do vereador.

O vice-prefeito de João Pessoa, Leo Bezerra, assumiu o comando da Capital neste domingo (11). Ele vai substituir o prefeito, Cícero Lucena, por uma semana, período em que o titular do mandato se reúne com agentes públicos em São Paulo, Brasília e Santa Catarina.

Na viagem, Cícero Lucena buscará a ampliação de parcerias e investimentos para João Pessoa. Esta é a primeira vez que o prefeito se ausenta do cargo desde o início do mandato.

O foco do prefeito em exercício será dar continuidade à campanha de vacinação contra a Covid-19 e iniciar a campanha de imunização contra a Influenza.

“Vou fazer algumas visitas e reuniões com os secretários. Hoje (domingo) amanhecemos com um dia bastante chuvoso e irei chamar a Defesa Civil para conversar logo mais. Vamos tocar desta forma, chamando os secretários, conversando e tomando as melhores medidas para melhorar a vida da população”, anunciou Leo Bezerra.

O estado da Paraíba apareceu na noite deste domingo (11), em queda na média do número de mortes por Covid-19. A informação foi dada pelo consórcio de veículos de imprensa, com dados das secretarias estaduais de saúde.

De acordo com o levantamento, a Paraíba registrou uma queda de 18% no número de mortes por Coronavírus. Além dele, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, também registraram queda no número de mortes.

O secretário de Saúde, Geraldo Medeiros, afirmou ao ClickPB, que a Paraíba aparecer no mapa na cor azul, é resultado das ações de restrições sanitárias adotadas pelo Governo do Estado desde 23 de fevereiro e cumpridas pela maioria dos paraibanos. Como também, o resultado do andamento da vacinação no Estado.

A Paraíba confirmou neste domingo (11), 394 novos casos de Covid-19 e 19 novos óbitos. A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 69%.

Karol Conká, 34, entrou para a história do BBB com um recorde nada agradável: foi eliminada com 99,17% dos votos do público, uma rejeição sem precedentes. A Globo anunciou que lançará um documentário com o objetivo de contar a trajetória da cantora, que entrou no reality como uma das favoritas e saiu com sua carreira prejudicada por atitudes que teve durante o tempo que permaneceu na atração.

“A Vida Depois do Tombo” tem estreia marcada para o dia 29 de abril, com exclusividade na plataforma de streaming Globoplay. O nome do documentário faz alusão a um dos sucessos da cantora ,”Tombei”.

O conteúdo, que foi anunciado no intervalo da final da Supercopa (Globo), tem também a ideia de minimizar o estrago que foi feito na carreira da artista após humilhar Lucas Penteado, brigar e perseguir Carla Diaz e ter crises de ciúmes de Arcrebiano de Araújo, com quem teve um breve relacionamento no reality.

Após ser eliminada da atração, a rapper se disse completamente arrependida por ter mostrado o que chama de seu “pior lado” no BBB 21. Em entrevista a Ana Maria Braga, pediu desculpas e se sentiu envergonhada pelas atitudes na casa.

“Só cochilei uns 40 minutos essa noite. Sou a nova Carminha ou Nazaré [vilãs de ‘Avenida Brasil’ e ‘Senhora do Destino’, respectivamente]. Achei interessante a forma como eu recebi a notícia. Essa vilã que surgiu dentro de mim não é real do lado de fora. Dentro de casa ficamos meio surtados e despertou em mim alguns traumas. Vou reconhecer meu erro e melhorar”, disse.

De acordo com ela, a culpa de sua saída foi única e exclusivamente pelas “atitudes péssimas” que demonstrou. “Pedia para sair, pois sentia a dor do remorso e da culpa. Estava sendo invadida por amargura, me sentia ácida. Todos têm o lado bom e ruim. Mas o meu lado pior se aflorou e eu me entreguei”, comentou um dia depois de deixar o reality.

O presidente Jair Bolsonaro voltou a desrespeitar os protocolos sanitários contra a Covid-19 durante um passeio pela periferia de Brasília neste sábado (10) e, por conta disto, foi impedido por uma vendedora de entrar em uma tenda que vendia frango em São Sebastião, região carente do Distrito Federal. Sem máscara, Bolsonaro perguntou se poderia entrar no espaço cercado por fitas de isolamento. “Pode não. Não sabe ficar do lado, por quê?”, foi a resposta.

Segundo reportagem do site Metrópoles, um outro vendedor tentou interferir e declarado que “quem manda é ele [Bolsonaro]”. “Depois o povo pega a gente, nós estamos lascados”, disse a mulher em seguida. Sem alternativa, Bolsonaro comeu em cima de uma caixa de isopor, do lado de fora da tenda.

Veja o vídeo:

O prefeito de Ouro Velho, Dr Augusto Valadares, divulgou uma mensagem à população do município, fazendo um balanço dos 100 primeiros dias de gestão à frente da prefeitura.

“Foram 100 dias de muito trabalho com respeito, carinho, gratidão e lealdade ao povo que nos confiou essa missão,” diz o prefeito em um trecho da mensagem.

Confira a mensagem na íntegra:

Chegamos aos nossos 100 primeiros dias de governo, certos que conseguimos manter o serviço público em pleno funcionamento, dando continuidade aos 8 anos de prosperidade que fez Ouro Velho destaque em todo o Estado.

Neste período obras estruturais, ações para o homem do campo, humanização dos serviços prestados e transparência, foram a marca desse governo.

Foram 100 dias de muito trabalho com respeito, carinho, gratidão e lealdade ao povo que nos confiou essa missão.

Durante essa semana apresentaremos as principais ações e resultados realizados nesse período e no próximo sábado (17/04) concederemos entrevista sobre os 100 dias de gestão.

Dr. Augusto Valadares

Prefeito Constitucional de Ouro Velho

Todos os 223 municípios da Paraíba estão em estado de alerta para ocorrências de chuvas de acordo com o aviso meteorológico do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O alerta amarelo foi emitido às 11h deste domingo (11) e tem validade até as 11h de desta segunda-feira (12).

Há previsão de chuvas de 20 a 30 milímetros por hora ou até 50 milímetros por dia. Além disso, conforme o aviso,  ainda há possibilidade de ventos intensos, variando entre 40 e 60 quilômetros por hora. No entanto, há baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

As orientações do Inmet é que, em caso de rajadas de vento, evite se abrigar debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas e não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Além disso, recomenda evitar uso de aparelhos eletrônicos ligados à tomada e se necessário, buscar informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).

A partir desta segunda-feira (12), motoristas e pedestres passarão a conviver com uma série de novas regras inseridas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Nessa data, entra em vigor a Lei 14.071, de 2020, com mais de 50 alterações feitas na legislação pelo Congresso Nacional a partir de iniciativa do Poder Executivo.

O texto (PL 3.267/2019), aprovado em setembro do ano passado pelo Parlamento, foi sancionado com 12 vetos pelo presidente Jair Bolsonaro, em outubro, e agora entra em vigor, após um prazo de seis meses de vacância.

Os brasileiros vão precisar se adaptar a situações com as quais não estão acostumados: um veículo poderá, por exemplo, fazer conversão à direita no cruzamento, mesmo com o sinal na luz vermelha, se houver placa indicando a permissão. Tal prática é comum nos Estados Unidos e em países da Europa, mas no Brasil, até agora, só era permitida excepcionalmente e em locais bem específicos.

Para os motociclistas, há pelo menos uma mudança relevante: crianças na garupa, só a partir de dez anos de idade, e não mais aos sete, como permitido atualmente.

O projeto aprovado no Congresso chegou a reduzir a mobilidade das motocicletas, autorizando sua circulação nos corredores de carros somente quando o trânsito estivesse parado ou lento. O presidente Jair Bolsonaro, no entanto, não concordou com tal limitação, e o veto acabou sendo mantido pelos parlamentares.

Polêmicas

De autoria do Executivo, o PL 3.267/2019 começou a tramitar em junho de 2019. A proposta chegou ao Congresso com algumas questões polêmicas, parte delas modificada por senadores e deputados, e seguiu para sanção 15 meses depois.

Inicialmente, o texto eliminava a multa para condutores que transportassem crianças sem o uso da cadeirinha de retenção, substituindo-a por uma advertência por escrito. Os parlamentares não gostaram da ideia e alteraram a proposta. A cadeirinha continuará obrigatória, mas para os pequenos com até 1,45 metro ou dez anos de idade. A norma atual exige até os sete anos.

A proposição original ainda dobrava a pontuação para a suspensão da CNH, dos atuais 20 para 40 pontos em 12 meses. A iniciativa também não agradou aos congressistas, que optaram por um sistema progressivo, subindo o limite para 40 pontos somente para condutores que não cometerem infração gravíssima dentro de um ano (ver quadro abaixo).

Os legisladores também não aceitaram a proposta inicial do presidente Jair Bolsonaro de extinguir a obrigatoriedade do exame toxicológico para motoristas profissionais. Eles não só mantiveram o teste, como criaram uma infração específica para quem não realizá-lo após 30 dias do vencimento do prazo estabelecido.

Principais mudanças no Código de Trânsito Brasileiro CNH A Carteira Nacional de Habilitação terá a validade aumentada para 10 anos a quem tiver menos de 50 anos. Motoristas entre 50 e 70 anos continuam sendo obrigados a renovar a cada 5 anos. Maiores de 70 precisam refazer exames a cada 3 anos.
Pontuação Atualmente, a suspensão da carteira ocorre quando o condutor atinge 20 pontos em 12 meses. A partir de 12 de abril, haverá três limites: 20 pontos para quem tem duas ou mais infrações gravíssimas; 30 para quem tem uma gravíssima; e 40 para quem não tiver nenhuma gravíssima.
Atividade remunerada Para condutores que usam o veículo para atividade remunerada, o limite para suspensão é um só: 40 pontos.
Conversão à direita Passa a ser liberada, mesmo com o sinal fechado, se houver placa indicando.
Exames Exames de aptidão física e mental e avaliação psicológica deverão ser realizados por médicos e psicólogos com titulação de especialista em medicina do tráfego e psicologia do trânsito. Os atuais peritos terão três anos para conseguir a titulação. A exigência havia sido vetada pelo presidente Jair Bolsonaro, mas o Congresso derrubou o veto.
Nova avaliação O condutor deverá passar por nova avaliação psicológica quando se envolver em acidente grave para o qual haja contribuído; quando condenado judicialmente por delito de trânsito; e a qualquer tempo, se for constatado que o motorista está colocando em risco a segurança do trânsito. Tal comando também fora vetado pelo Executivo, mas os parlamentares restauraram sua validade.
Cadeirinha Passa a ser obrigatória para crianças com até 1,45 metro ou até os 10 anos de idade. A norma atual exige até os 7 anos. A infração é considerada gravíssima.
Álcool A punição ficou mais dura para quem ingerir álcool ou usar drogas e for responsável por acidente grave. Não será mais possível trocar a prisão por outras penas alternativas
Substituição de multas As multas médias e leves poderão ser substituídas por advertências, caso o condutor não tenha cometido nenhuma outra infração nos últimos 12 meses.
Motocicletas O projeto aprovado no Congresso reduzia a mobilidade das motocicletas, autorizando sua circulação nos corredores de carros somente quando o trânsito estivesse parado ou lento. O presidente Jair Bolsonaro não concordou, e o veto foi mantido pelo Congresso. Com isso, continuará ampla a possibilidade de circulação das motos entre os demais veículos. O presidente também vetou a proibição inicial de as motos circularem entre a calçada e a faixa a ela adjacente. Tal veto também foi mantido.
Recall O veículo só poderá ser licenciado mediante comprovação de que tenha atendido a campanhas de recall.
RNPC Passará a valer o Registro Nacional Positivo de Condutores (RNPC), onde serão cadastrados os motoristas que não tenham cometido infração de trânsito sujeita a pontuação nos últimos 12 meses. A consulta ao RNPC será garantida a todos os cidadãos.
Garupa A idade mínima para crianças serem transportadas nas garupas das motocicletas aumentará de 7 para 10 anos. A infração será considerada gravíssima.
Viseira Antes o tema era tratado por resolução do Contran. Agora foi criada uma infração específica, de categoria média, para quem trafegar sem a viseira do capacete ou com ela levantada.
Bicicleta Além de estacionar, parar o veículo sobre ciclovias ou ciclofaixas também passará ser infração grave.
Faróis Os veículos que não dispuserem de luzes de rodagem diurna deverão manter acesos os faróis nas rodovias de pista simples situadas fora dos perímetros urbanos, mesmo durante o dia. Antes da alteração, o CTB dizia ser obrigatório o uso da luz baixa durante o dia em rodovia, sem especificar o tipo. Já os veículos de transporte coletivo de passageiros, quando circularem em faixas ou pistas a eles destinadas, e as motos deverão utilizar farol baixo durante o dia e à noite.
Luz de rodagem diurna Tal equipamento passará a constar entre os itens obrigatórios dos veículos futuros. Diferente do farol baixo, que precisa ser ligado pelo motorista, a luz diurna (DRL na sigla em inglês) acende de forma automática. Atualmente, a Resolução 667 do Contran já trata do assunto.
Exame toxicológico Está mantida a obrigatoriedade de exame toxicológico para condutores com carteiras nas categorias C, D e E, sob pena de cometimento de infração gravíssima. O texto inicial do governo eliminava tal exigência.

O governador João Azevêdo lança, nesta segunda-feira (12), o Integra Educação PB, um programa de regime de colaboração em educação do Estado da Paraíba, que tem como o objetivo alfabetizar 100% das crianças paraibanas na idade certa, assim como corrigir o déficit de aprendizagem e a distorção idade-ano dos estudantes das redes estadual e municipais de ensino.

Serão beneficiados aproximadamente 12 mil professores e 200 mil estudantes paraibanos com o objetivo maior de melhorar cada vez mais os indicadores da educação básica. O lançamento acontece às 10h, durante live no canal oficial do Governo do Estado no YouTube.

Mais Lidas do dia