O presidente Jair Bolsonaro mais uma vez perdeu a compostura durante coletiva a imprensa, e demonstrou irritação ao ser questionado por um jornalista sobre a compra da vacina. A principal preocupação da população brasileira atualmente, a compra da vacina, causou irritação em Bolsonaro horas antes de cumprir agenda em São Simão (GO), para inauguração de trecho da Ferrovia Norte-Sul, nesta quinta-feira (4).

Ao passar por Uberlândia (MG), Bolsonaro foi recebido por apoiadores na chegada ao aeroporto, em meio a aglomeração e reclamou da pressão pela compra de vacinas, alegando falta de imunizantes no mercado mundial.

“Tem idiota que diz ‘vai comprar vacina’. Só se for na casa da tua mãe. Não tem para vender no mundo”, disparou Bolsonaro. “Alguns governadores queriam direito a comprar vacina e quem iria pagar? Eu! Onde tiver vacina para comprar, nós vamos comprar”.

“Impuseram estado de sítio no Brasil via prefeituras. Isso está errado. Estamos preocupados com mortes, sim, mas sem pânico. A vida continua”, emendou, atacando governadores. “Os problemas a gente tem que enfrentar, não adianta ir para baixo da cama. Se todo mundo for ficar em casa, vai morrer todo mundo de fome”.

Em reunião realizada nesta quinta-feira (4) entre representantes da Secretaria da Educação e da Ciência e Tecnologia do Governo da Paraíba e do Ministério Público do Trabalho (MPT), o secretário Cláudio Furtado afirmou que as aulas presenciais na rede pública estadual não serão retomadas neste primeiro semestre. O motivo é o avanço da pandemia da Covid-19 no estado.

O encontro ocorreu por conta de denúncias recebidas pelo procurador Eduardo Varandas, sobre um provável retorno das atividades presenciais nas escolas da rede estadual. Segundo o procurador, esta volta colocaria em risco à saúde e a vida de alunos, familiares e professores.

O secretário de Educação disse que havia uma perspectiva para que as aulas presenciais retornassem em 1º de março, mas que por causa do crescimento de casos de Covid-19 e novas variantes da doença, o Governo preferiu aguardar e, enquanto isso, manter atividades remotas.

“A Secretaria de Educação tem se articulado com a Secretaria de Saúde para traçar estratégias que não contrariem as orientações de prevenção e combate à pandemia; não é de interesse da Secretaria expor professores e funcionários a situações de risco de vida, até porque quando uma escola abre, gera outros fatores, como maior lotação nos transportes públicos, exposição de familiares de alunos e familiares de professores”, disse Cláudio Furtado.

O procurador do Trabalho, Eduardo Varandas, recomendou que com a manutenção de atividades virtuais e aulas remotas, o Governo do Estado adquira notebooks e outros equipamentos necessários para que os professores possam ter condições de desempenhar suas atividades diárias nas salas virtuais.

O governador João Azevêdo anunciou, nesta quinta-feira (4), a abertura de mais 147 leitos destinados ao tratamento da Covid-19 no estado. Os novos leitos serão distribuídos pelas três macrorregiões de Saúde da Paraíba, contemplando municípios como João Pessoa, Campina Grande, Cajazeiras, Patos, Pombal e Piancó.

Somados aos 140 leitos já abertos nos últimos dias, o governo disponibilizará, apenas este mês, 287 leitos, sendo 78 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 161 de enfermaria e 48 unidades de decisão clínica.

O chefe do executivo estadual ressaltou o trabalho do governo para garantir a abertura de novos leitos para o enfrentamento da pandemia. “Nós temos feito um esforço muito grande para disponibilizarmos uma infraestrutura hospitalar que seja capaz de enfrentar o pico da pandemia que estamos vivendo. A capacidade de abrir leitos é limitada, não só em função dos equipamentos disponíveis, mas, principalmente, de mão de obra da equipe médica para fazer com que os leitos entrem em operação”, ponderou.

João Azevêdo ainda apelou para que a população mantenha os cuidados recomendados pelas autoridades sanitárias. “Mais uma vez, vale o recado. Nós temos que nos preservar, manter o distanciamento social, usar máscaras em espaços públicos, higienizar as mãos constantemente, isso nos manterá vivos até a chegada da vacina”, pontuou.

De acordo com o gestor, o estado deverá receber uma quantidade maior de doses das vacinas contra a Covid-19 em março, permitindo a ampliação do público imunizado. “Com a expectativa da chegada de mais doses, entraremos em um ritmo diferente de vacinação. Estamos perto de conseguir a proteção da população, que só acontecerá com a vacina, por isso, peço que se cuidem, o estado está fazendo a sua parte, mas precisamos da colaboração de todos”, finalizou.

Segundo informações do colunista Léo Dias, Metrópoles, um amigo do cantor sertanejo Leonardo, morreu na fazendo do artista nesta quinta-feira após um disparo acidental de arma de fogo. A assessoria de imprensa do artista confirmou a morte, mas ainda não há detalhes.

De acordo com informações repassadas à coluna Leo Dias, Passim estava em um quarto da propriedade manuseando o armamento, quando ele caiu.

Ainda de acordo com fontes, ao tocar o chão, houve o disparo, que o atingiu na virilha. Leonardo, ao ouvido o tiro, arrombou a porta e encontrou o amigo no chão.

Nota Informativa
Atualizada em 04/03/2021

A Secretaria Municipal de Saúde de Monteiro informa que nesta Quinta-feira, 04, tivemos mais 12 novos casos CONFIRMADOS para Covid-19.

Sendo 06 (seis) casos de 08, 10, duas pacinetes de 38 anos, 45 e 63 anos de idade, sexo feminino, e 06 (seis) casos de 31, 33, dois pacientes de 50 anos e dois pacinetes de 54 anos de idade, sexo masculino. Foram orientados a realizar o isolamento domiciliar e estão sendo monitorados pela equipe de Vigilância em Saúde e Unidades Básicas de Saúde do Município.

Totalizamos até esta data 20 (vinte) pacientes internos, sendo, 06 (seis) pacientes no Hospital das Clínicas, 11 (onze) pacientes no Hospital Pedro I e 01 (um) paciente no Hospital de Trauma, todos em Campina Grande e 02 (dois) pacientes no Hospital da Unimed, em João Pessoa, um paciente apresenta quando grave os demais em quadro estável.

Atestamos que nesta data foram registrados mais 21 (vinte e um) novos casos recuperados, totalizando 2100 casos recuperados da COVID-19.

⚠Reforçamos a importância de toda população seguir as orientações do distanciamento social, o uso de máscaras, a higienização das mãos com álcool 70% e demais medidas apresentadas pela Secretaria de Saúde.

A Prefeitura de São José dos Cordeiros vai lançar nas próximas semanas o maior programa de perfuração de poços já visto no município. O prefeito Felício Queiroz determinou inicialmente que fossem identificadas as localidades adequadas para as perfurações dos poços, trabalho que foi coordenado de perto pelos secretários de administração, Fernando Queiroz e de Infra-estrutura, Jefferson Roberto.

Os auxiliares estiveram inicialmente fazendo visitas às comunidades de Algodão de Baixo, Algodão dos Imperianos, Simão Lopes e Impueira Funda, localidades que receberão o benefício. Segundo Fernando Queiroz, serão inicialmente beneficiadas 12 comunidades, cujas locações ainda estão sendo realizadas.

O prefeito Felício Queiroz confirmou que a partir desses 12 novos poços, o município de São José dos Cordeiros vai lançar um grande programa de perfuração e instalação de poços artesianos, garantindo assim água de qualidade para a população da zona rural.

“Queremos com essa ação diminuir os problemas hídricos e proporcionar melhoria de vida para as pessoas, a partir da segurança no abastecimento humano e animal, e desenvolvimento de atividades produtivas gerando emprego e renda”, destacou o prefeito Felício Queiroz.

Os poços serão perfurados brevemente com recursos próprios e essa ação será ampliada ao longo dos próximos quatro anos. “Este foi mais um compromisso nosso de campanha, que faço questão de já iniciar seu cumprimento”, finalizou o prefeito Felício Queiroz.

A Secretaria Municipal de Saúde informa que o município de Prata está com um caso ativo da Covid-19. O boletim ainda informa que tem 43 pessoas com síndrome gripal, 04 casos sobre  investigação da doença, 448 casos descartados, 44 casos confirmados, 01 caso ativo de Covid-19, 41 casos recuperados e 02 óbitos no município.

A Secretaria de Saúde de Prata, pede que a população siga as orientações das medidas impostas pelos órgãos de Saúde, evite aglomerações, manter o distanciamento social, só sair de casa em caso de necessidade e se sair usar máscara e usar álcool em gel ou 70%.

Poeta Teixeirinha

A Quarta Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba manteve a decisão de 1º Grau que absolveu o ex-presidente da Câmara Municipal de Soledade, Wellington Di Karlos de Oliveira Gouveia Ramos Pereira, da prática de improbidade administrativa. Ele foi acusado pelo Ministério Público estadual de ter deixado de cumprir com a obrigação legal de enviar ao Poder Executivo o Balancete Financeiro da Câmara Municipal referente ao mês de Janeiro de 2011, para fins de incorporação no Balancete anual de 2010. Outra acusação diz respeito a contratação de dois servidores para cargos efetivos sem o devido concurso público, bem como a  contratação direta de serviços de contabilidade.

Na comarca de Soledade, o magistrado julgou improcedente a demanda, por entender que os fatos narrados na inicial não configurariam atos de improbidade administrativa. O Ministério Público apelou da decisão, a fim de condenar o promovido nas penas do artigo 12, III, da Lei 8.429/92.

A relatoria do processo nº 0000199-57.2011.8.15.0191 foi do juiz convocado Antônio do Amaral. Segundo ele, o simples atraso na entrega dos balancetes não configura, por si só, um ato de improbidade administrativa. “Apesar de ser obrigação do gestor público, o retardamento na entrega não gera ato ilegal sem que se tenha comprovação do dolo ou do benefício patrimonial do gestor ou, ainda, do prejuízo ao erário municipal”, frisou.

O relator concluiu que “o Ministério Público não se desincumbiu do seu mister de demonstrar a prática de atos ilegais e desviados da moral administrativa, de modo que há de se reconhecer a ausência de provas quanto à acusação de ato de improbidade administrativa”.

Da decisão cabe recurso.

Confira, aqui, o acórdão.

O Senado aprovou nesta quinta-feira (4), em segunda votação, o texto-base da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) Emergencial, que prevê o retorno do auxílio emergencial. O texto recebeu o aval de 62 senadores e 14 votos contrários.

O projeto, que foi aprovado em primeira votação na quarta-feira (3), agora seguirá para a Câmara, onde tramitará em regime especial de urgência. Se for aprovado sem alterações, poderá ser promulgado em breve. O presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), já afirmou que a expectativa é pelo início do pagamento em março.

Cerca de 40 milhões de brasileiros devem ser contemplados com quatro parcelas até junho. O valor não consta da PEC aprovada, mas deve ficar entre R$ 250 a R$ 300.

O texto aprovado permite a suspensão de parte das regras fiscais pelo tempo que for necessário para que o governo possa pagar despesas emergenciais, como o auxílio, fora do teto de gastos – regra que limita as despesas da União. A PEC Emergencial fixa o limite de R$ 44 bilhões que poderão ser gastos com o benefício.

Após a votação, os senadores ainda votavam na tarde desta quinta um destaque do PT, que previa a retirada da previsão de R$ 44 bilhões. Objetivo é aumentar o valor do auxílio, e o partido pleiteia o valor de R$ 600.

O atual coordenador geral de administração do município de Ouro Velho, Dr. Júnior, poderá ser a grande novidade no cenário político para as eleições de 2022 no Estado da Paraíba, em especial na região do Cariri e Sertão paraibano.

Dr. Júnior é médico e esposo da ex-prefeita de Ouro Velho, Natália Lira, atual Chefe de Gabinete do prefeito Augusto Valadares.  Doutor Júnior é muito atuante na gestão na gestão municipal ourovelhense, principalmente na área da saúde.

Dr. Júnior foi responsável direto pela eleição da sua esposa Natália, eleita duas vezes prefeita de Ouro Velho e pela sucessão, elegendo também o atual prefeito Dr. Augusto Valadares nas eleições de 2020.

Recentemente Dr. Júnior comemorou a assinatura de um importante convênio entre a Prefeitura de Ouro Velho e o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia da Paraíba (SEECT), com uma Escola Cidadã Integral para o ensino médio da Escola Nossa Senhora das Graças, Ouro Velho, onde será umas das prioridades no Cariri na implantação desse modelo escolar.

O grupo liderado por Dr. Júnior está no comando da Prefeitura Municipal há oito anos e 02 meses, se destacando em toda Paraíba. A cidade entrou no ranking das melhores cidades para se viver, conforme dados da Secretaria de Estado da Defesa Social, conforme divulgação do Anuário de Segurança Pública 2020. A pacata e pequena cidade encravada no Cariri paraibano ficou entre as 50 cidades da Paraíba e as 10 do Cariri onde não foi registrado nenhum homicídio no ano de 2020, mesmo a cidade fazendo fronteira com o estado de Pernambuco.

Caso o projeto se concretize, Ouro Velho terá a possibilidade de ter um representante na Assembleia Legislativa da Paraíba e a região do Cariri paraibano poderá ter um homem experiente, mesmo sendo ainda jovem, mas que vem mostrando muito empenho em defesa daqueles que mais precisam.

Cariri em Ação

Após uma semana do decreto estadual que endurece as medidas de isolamento social com o objetivo de combater a propagação do coronavírus na Paraíba, a Operação Previna-se registrou 251 ocorrências e 32 prisões por descumprir as medidas sanitárias. Os dados foram apresentados pelo Núcleo de Análise Criminal e estatística (Nace) da Secretaria da Segurança da Defesa Social (Sesds).

Além das ocorrências registradas, 166 locais foram fiscalizados e 56 estabelecimentos fechados. Ao todo, a ação integrada das forças de segurança realizou, nos últimos sete dias, 234 operações.

De acordo com relatório do Nace, só no primeiro dia de fiscalização foram efetuadas 86 ocorrências por descumprimento sanitário do isolamento. 80% das ocorrências aconteceram em João Pessoa (178). Santa Rita com 30 registros e Patos com 26 foram as cidades que seguiram a capital com os maiores números de ocorrências. 

Ainda de acordo com os dados da Segurança, os estabelecimentos mais fiscalizados foram bares e similares (64), lanchonetes (44), loja de conveniência (19) e restaurantes (13).

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, assinou decreto em que autoriza a ALPB a adquirir um imóvel vizinho, localizada na Praça 1817, no Centro de João Pessoa.

O decreto foi publicado no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (4) e traz uma breve descrição do imóvel, um prédio de três pavimentos.

O edifício será adquirido pelo valor de R$ 642.171,18, em consonância com o valor mínimo atribuído pela Comissão Permanente de Avaliação do Estado, vinculada a Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado da Paraíba (Suplan). Serão usados recursos próprios da Assembleia Legislativa, previstos na Lei de Orçamento Anual do Exercício de 2021.

No novo prédio deve ser construído mais um anexo da ALPB, para onde serão realocados alguma setores administrativos.

O cidadão de São José dos Cordeiros que for fazer alguma consulta ou tratamento de saúde em Sumé agora tem um espaço para fazer suas refeições. A Prefeitura de São José dos Cordeiros implantou uma Casa de Apoio para pacientes e motoristas do município onde será disponibilizado alimentação para todos.

“O cidadão cordeirense ao se deslocar para Sumé para atendimento nas especialidades do CISCO não tinham onde ficar, muito menos onde se alimentar. Precisava ainda ter um gasto a mais em seu orçamento e por isso decidir fechar a parceria com essa Casa de Apoio”, explicou Felício Queiroz.

O prefeito disse que continuará a investir em saúde e sensível às necessidades e desejos da população usuária. O cidadão que precisar usar a Casa de Apoio basta se dirigir a Secretaria Municipal de Saúde e fazer uma solicitação.

Ascom

A vereadora Iranilda Lira morreu de Covid-19, aos 47 anos, na tarde desta quarta-feira (3). Ela estava no segundo mandato como parlamentar, em Teixeira, município do Sertão da Paraíba. O óbito de Nilda, como ela era popularmente conhecida, aconteceu quatro dias após o marido dela morrer pela mesma doença.

Nilda estava internada no Complexo Regional Hospitalar de Patos, também no Sertão do estado, desde o último domingo (28).

O marido da vereadora, Marcos Antônio Alves Martins, mais conhecido como Marcos de Totó, de 46 anos, morreu no último sábado (27). Ele tinha obesidade e também estava internado na mesma unidade de saúde.

O estado de saúde da vereadora, que não tinha comorbidades, se agravou durante a internação, quando ela chegou a ter 90% dos pulmões comprometidos.

A parlamentar precisou usar máscara de ventilação não invasiva (VNI), mas o organismo não respondeu ao tratamento e a saturação não aumentava. Por isso, os médicos resolveram entubar a paciente, que não resistiu e morreu.

O filho da vereadora, Erick Lira Martins, que também foi infectado pelo novo coronavírus, está em observação na ala verde do Complexo Hospitalar Regional de Patos.

Em 2019, outro filho de Nilda, Marcos Jordan Lira Martins, morreu em um acidente de moto na serra do Teixeira.

Para evitar aglomerações, não haverá velório. A população foi convocada para uma carreata, no centro da cidade, para se despedir da vereadora. O foi feito às 17h30 desta quarta (3).

Secretaria de Estado da Saúde (SES) distribui nesta quinta-feira (04) um novo quantitativo de imunizantes contra a Covid-19 para os 223 municípios paraibanos. São 57 mil doses da vacina CoronaVac, que serão utilizadas para ampliar a vacinação em idosos, atingindo público da faixa etária dos 75 anos. Esta é 6ª remessa de vacinas distribuídas por meio do Estado, que contabiliza 163.367 doses aplicadas.

Considerando o atual cenário epidemiológico e aumento de casos e óbitos pelo Covid-19 no Estado, a SES somou todos os quantitativos recebidos referentes à vacina Sinovac/Butantan que serão destinados à 1 ª dose do público dos grupos prioritários. De acordo com o secretário estadual de saúde, Geraldo Medeiros, o recebimento das novas doses permitirá o avanço da campanha para a população de idosos entre 75 e 79 anos, na Paraíba.

“Somando os quantitativos, além da ampliação do público para 53% da população dentre 75 e 79 anos, a SES irá distribuir o restante das vacinas para os idosos entre 80 e 89 anos, o que equivale a mais 19% desta população sendo vacinada”, ressalta Geraldo Medeiros. Após a distribuição das doses, as Secretarias Municipais de Saúde realizam a estratégia de vacinação indicando os locais e dias em que a população prioritária será contemplada.

Até o momento, a Campanha de Vacinação em andamento incorpora os seguintes grupos prioritários: Trabalhadores de Saúde (68%); idosos (60 anos ou mais) residentes em instituições de longa permanência (institucionalizadas) (100%); pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência, residentes em residências inclusivas (institucionalizadas) (100%); povos indígenas vivendo em terras demarcadas (100%); Idosos de 90 anos ou mais (100%);  idosos de 80 a 89 anos (100%) e idosos de 75 a 79 anos (53%).

A vacinação contra a Covid-19 foi iniciada em 19 de janeiro de 2021 e já foram distribuídas 300.816 doses entre todas as cidades paraibanas. O público alvo prioritário totaliza 1,3 milhão de pessoas e a expectativa é que todos sejam vacinados até junho/2021. Até o momento 120.681 pessoas já receberam a primeira dose do imunizante e 42.686 receberam a segunda, completando o esquema vacinal.

Mais Lidas do dia